> Notícias > Sesimbra quer Serviço de Atendimento Permanente sempre aberto
Share |
Enviar a um(a) amigo(a)E-mail      ImprimirImprimir      FavoritosFavoritos      Adicionar comentárioComentários

Sesimbra quer Serviço de Atendimento Permanente sempre aberto


A Câmara Municipal de Sesimbra quer o Serviço de Atendimento Permanente (SAP) aberto 24 horas por dia, até ao momento em que “a construção do Hospital Seixal – Sesimbra seja viabilizada”. Augusto Pólvora, presidente da autarquia sesimbrense, defende “a manutenção do serviço público de assistência básica que não pode funcionar apenas das oito às 22 horas”.


“O SAP tem que dar resposta às necessidades da população de Sesimbra” admite Augusto Pólvora, acrescentando que “o outro ponto de referência é o Hospital Garcia de Orta, em Almada”. Numa reunião com o Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, o presidente da edilidade sesimbrense apresentou a proposta para abrir o SAP durante 24 horas diariamente e viu uma “muito boa recetividade por parte de Filipe Leal dos Santos, que se compromete tratar do assunto com a máxima brevidade”.

 

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) paga atualmente a uma empresa para garantir o atendimento médico no SAP entre as oito e as 20 horas, mas Augusto Pólvora pretende que “os horários desses médicos sejam cumpridos entre as 20 horas e as oito da manhã”. No horário diurno, o SAP tem médicos de família a prestar serviços e a Unidade Familiar de Saúde do Castelo encontra-se em funcionamento, pelo que o presidente da Câmara Municipal de Sesimbra não encontra necessidade de “haver uma sobreposição de horários como aquela que existe hoje”.

 

No período de verão, altura em que “Sesimbra recebe uma enchente de turistas”, Augusto Pólvora admite a indispensabilidade de “a empresa paga pela ARSLVT prestar atendimento aos doentes no Serviço de Atendimento Permanente durante as 24 horas do dia”. O presidente da autarquia lamenta ainda a “falta de condições financeiras como justificação dada pelo Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde para impossibilitar a construção do hospital Seixal – Sesimbra”.


Rogério Matos - 02-11-2011 15:15

Share |
Enviar a um(a) amigo(a)E-mail      ImprimirImprimir      FavoritosFavoritos      Adicionar comentárioComentários

Veja também...

Sines vai ter novo centro de saúde

Sesimbra, Setúbal e Palmela recusam pagar alojamento a médicos

Voluntários combatem espécies invasoras na Mata da Machada

Enfermeiros contra decisões do Hospital de Barreiro e Montijo

Seixal Graffiti promove arte urbana e alarga âmbito