> Notícias > Festas de Tróia realizam-se no próximo fim de semana
Share |
Enviar a um(a) amigo(a)E-mail      ImprimirImprimir      FavoritosFavoritos      Adicionar comentárioComentários

Com raízes entre os pescadores de Setúbal

Festas de Tróia realizam-se no próximo fim de semana


As centenárias comemorações do dia dedicado a Nossa Senhora do Rosário de Tróia voltam a repetir-se no próximo fim de semana e a levar centenas de pessoas à zona da Caldeira, na península de Tróia, onde há décadas foi erguida uma capela em homenagem à santa padroeira dos pescadores de Setúbal. Promovidas há mais de cem anos, pela comunidade de pescadores de Setúbal, Comporta e Carvalhal, as festas de Tróia chegaram ao fim dos século XX pela mão de um grupo de pescadores de Setúbal que teimou em não deixar cair a tradição.


Armando Oliveira, presidente da Comissão de Festas da Nossa Senhora de Tróia, está na organização "desde miúdo" e admitiu ao "Setúbal na Rede" que "não tem sido fácil porque isto exige dinheiro e disponibilidade". Terá sido por isso que, segundo este responsável, "as festas foram quase desaparecendo nos anos 70 e 80, onde nos vimos aflitos para a mantermos como manda a tradição".

 
Entretanto os "anos de crise no distrito passaram" adianta Armando Oliveira e com eles terão ido a maior parte dos problemas desta festa tradicional. "Hoje em dia temos um grande apoio da Igreja", apesar da Paróquia de São Sebastião considerar a existência de "muitos ritos pagãos nesta festa religiosa", o que,segundo este responsável, parece não impedir a veneração que a própria Igreja devota à santa padroeira dos pescadores de Setúbal.

 
Armando Oliveira conta com o apoio da Câmara Municipal de Setúbal, da Câmara Municipal de Grândola "e ainda algum da Torralta que, por enquanto deixa-nos fazer ali as festas", embora já tenha avisado que "se calhar para o ano as coisas poderão ser feitas noutros moldes". Mas como "enquanto o pau vai e vem folgam as costas", os organizadores preferem não pensar de imediato "no que os novos donos da Torralta poderão fazer às nossas festas". Para já, e numa "jogada de charme", a organização convidou representantes da empresa a visitarem a Caldeira, este ano, "para verem que não tem nada de mal e que estamos só a celebrar as tradições de Setúbal, tradições que, como todos sabemos, devem ser respeitadas".

 
As Festas de Nossa Senhora do Rosário de Tróia realizam-se entre os dias 8 e 10 de Agosto, em Tróia, e envolvem um acampamento com centenas de famílias de pescadores para além da população que se associa às actividades, visto tratar-se de uma iniciativa com grandes tradições junto dos setubalenses. Durante os dias de festa, realizam-se actividades religiosas, que inclui missa na capela de Tróia e uma procissão com barcos engalanados num passeio através do rio Sado com a imagem da santa que, é mostrada aos fiéis na Doca dos Pescadores, em Setúbal. A iniciativa conta ainda com actividades lúdicas e culturais, realizadas na praia da Caldeira, actividades que contam com a realização de jogos tradicionais, música popular e mostras da gastronomia setubalense, onde a sardinha assada continua a ocupar um lugar privilegiado.


“Setúbal na Rede” - 03-08-1998 11:25

Share |
Enviar a um(a) amigo(a)E-mail      ImprimirImprimir      FavoritosFavoritos      Adicionar comentárioComentários

Veja também...

PCP Setúbal defende novo terminal de contentores no Barreiro

Câmara do Seixal exige melhores condições de saúde para o concelho

PSD/CDS- PP de Palmela acusa autarquia de “governação comunista”

AISET quer península de Setúbal como “zona industrial de referência”

Espaço Cidadão e castelo de Palmela recuperam financiamento