[ Edição Nº 17 ] – D. Manuel Martins vai deixar Setúbal.

0

barra-8378335 Edição Nº 17,   27-Abr.98

linha-3706445

D. Manuel Martins vai deixar Setúbal

           Depois de 23 anos á frente da Diocese, o primeiro Bispo de Setúbal dá lugar a outro homem do norte. Não sem antes dizer a todos que “esta terra e esta gente marcaram-me para sempre”.           D. Manuel Martins viu aceite o pedido de resignação, por questões de saúde, feito há três anos atrás. A notícia foi confirmada, oficialmente, pelo Vaticano no dia 22 de Abril, altura em que se conheceu oficialmente o nome do seu sucessor. Trata-se de D. Gilberto Canavarro dos Reis, Bispo- auxiliar do Porto.

          No dia em que conheceu oficialmente, a aceitação do Papa ao pedido de resignação, o ainda Bispo de Setúbal celebrou a última missa na Diocese de Setúbal, com palavras de agradecimento ao povo da região e garantias de que “nunca me esquecerei de vós”. Profundamente comprometido com os problemas sociais da região e apostado em denunciar as injustiças, D. Manuel Martins prometeu continuar a lutar “por uma sociedade onde todos se respeitem”.

          Para trás, deixa 23 anos de luta pela igualdade entre os homens, em defesa dos mais fracos e de denúncia das situações de miséria por que Setúbal passou. D. Manuel Martins, durante muitos anos chamado de “Bispo vermelho”, pela sua capacidade interventiva e de defesa dos mais pobres, deixa muitos amigos e alguns inimigos e promete um sucessor à altura. “D. Gilberto é um homem santo e piedoso” garantiu durante a sua última homilia na Sé Catedral de Setúbal. O novo Bispo terá ainda 20 dias para se instalar em Setúbal, e enquanto isso não acontece, a transição será feita por um administrador diocesano, escolhido entre os padres que formam o Colégio de Consultores da Diocese de Setúbal.           D. Manuel Martins, agora com 71 anos, sai de Setúbal mas não vai ficar parado. Para já sabe-se da vontade de voltar a Leça do Balio, sua terra natal, e dedicar-se à Fundação SPES, uma instituição fundada por D. Fernando Ferreira Gomes, antigo Bispo do Porto.

          Mas, entretanto, D. Manuel Martins poderá ter alguns dissabores, pelo menos a fazer fé na edição de 24 de Abril do jornal Tal &Qual, que menciona o nome do Bispo de Setúbal como um dos quatro bispos sob a mira da polícia judiciária que investiga a fuga do Padre Frederico. De acordo com aquele jornal, a PJ estará a investigar os quadro prelados que visitaram o padre Frederico na cadeia de Vale de Judeus, entre eles estaria o Bispo de Setúbal, por suspeitar que a fuga do padre Frederico para o Brasil teria contado com a colaboração de membros da hierarquia da Igreja.

seta-2265708