[ Edição Nº 36 ] – Dia do Montijo na Expo'98.

0
Rate this post

barra-6837029 Edição Nº 36,   07-Set.98

linha-9347487

Montijo na Expo'98 para mostrar
“Uma terra com vida própria”

           No Dia do Montijo, assinalado a 3 de Setembro na Nave Central do Pavilhão do Território na Expo'98, a Câmara Municipal resolveu comemorar de uma forma especial, levando até à Exposição quarenta crianças de famílias carenciadas. Na intervenção da presidente, Maria Amélia Antunes aproveitou ainda para dar a conhecer os grandes projectos estruturantes que o actual executivo tem previstos para os próximos anos e lançou um concurso de ideias para a elaboração da medalha do Ano da Ponte Vasco da Gama.

          Segundo Maria Amélia Antunes, os referidos projectos da câmara envolverão cinco de milhões de contos durante os próximos anos, uma quantia que será destinada, segundo a presidente da autarquia, à “recuperação da zona ribeirinha da cidade, à aquisição e recuperação do Cine-Teatro Joaquim de Almeida, à construção de mais uma ETAR e de mais três parques verdes”, acrescentando que “a recuperação do mercado central, a construção de um complexo desportivo e de melhores vias de circulação, o abastecimento de água às populações rurais e os bairros clandestinos” também farão parte desde projectos que classificou de essenciais para que o Montijo “seja uma terra com qualidade”.

          Durante todo o dia esteve exposto no Pavilhão do Território um Cristo crucificado que remonta aos séculos XVII/XVIII, um testemunho da época dos descobrimentos e que integra o espólio de uma ermida dedicada ao Senhor Jesus dos Aflitos, antiga propriedade de uma família com ligações à Índia, e que segundo os responsáveis pela autarquia montijense é “uma peça de valor incalculável”.
          O Dia do Montijo na Expo'98 ficou ainda assinalado pelo lançamento de um concurso de ideias para a elaboração de uma medalha da Ano da Ponte Vasco da Gama, “uma medalha de valor simbólico que se destina a distinguir personalidades que se destaquem nas diversas áreas da vida montijense”.
          Paulo Futre, uma das figuras mais mediáticas do Montijo, mesmo estando no Japão não deixou de enviar uma mensagem em video que foi muito apreciada durante a cerimónia no Pavilhão do Território, onde foram ainda divulgados alguns dados sobre o património histórico e natural da terra e onde se afirmou que “apesar de a Ponte Vasco da Gama potenciar o desenvolvimento do concelho”, é preciso manter algumas cautelas para “a terra preserve as suas tradições” e seja “uma terra com vida própria”.

Fabiana Duque     

seta-8108209