[ Edição Nº 40 ] – Junta de Feguesia do Sado exige melhorias a curto prazo.

0
Rate this post

barra-5658583 Edição Nº 40,   05-Out.98

linha-5227689

Freguesia do Sado sem infra-estruturas de base
Exige que a Câmara faça melhorias a curto prazo

           Desde a sua constituição, há 13 anos, a Freguesia do Sado, que até então era parte integrante da Freguesia de São Sebastião, tem sofrido um enorme grau de desenvolvimento e de fixação de populações. Mas esse desenvolvimento nem sempre tem sido acompanhado das infra-estruturas necessárias e a situação chegou ao ponto do presidente da Junta, Eusébio Candeias, denunciar publicamente as carências. A questão está já a preocupar o presidente da Câmara Municipal de Setúbal, que no dia 28 de Setembro decidiu visitar a zona.           Os cerca de seis mil habitantes da Freguesia do Sado, em Setúbal, que no dia 4 de Outubro comemorou 13 anos de existência, debatem-se com a ausência de equipamentos sociais para idosos e crianças, jardins e mercados. Para além disso, boa parte da freguesia não dispõe de saneamento básico e muitas casas ainda não têm água.           Pelo facto de ter sido escolhida para a localização de empresas como a Portucel, a EDP, a INAPA e os estaleiros da Lisnave, a zona sofre ainda os impactes da passagem do trânsito pesado de mercadorias, uma situação que tem provocado problemas relacionados com o contínuo desgaste das vias de comunicação, para além da deficiente sinalização de grande parte das vias, no que diz respeito às passagens para peões.

          Estes são alguns dos problemas que integram um vasto rol de reivindicações do executivo da Junta, enviado à Câmara Municipal de Setúbal durante os últimos anos, e que segundo o presidente da Junta, Eusébio Candeias, “continuam a não deixar elevar o nível de vida da zona”.

          Solidário com as dificuldades com que os moradores se debatem, o presidente da Junta reforça ao “Setúbal na Rede” “a necessidade de intervenção e investimento nesta zona do concelho” e por isso convidou o presidente da Câmara, Mata Cáceres a visitar a freguesia. Uma visita efectuada “de surpresa e em segredo” adianta Eusébio Candeias que, mesmo assim ficou agradado com a iniciativa.
          Embora o presidente da Câmara não tenha prometido obras estruturantes, Eusébio Candeias considerou a visita profícua, tendo em conta que depois de receber uma lista de obras prioritárias, Mata Cáceres “resolveu tomar medidas no sentido de algumas pequenas obras serem iniciadas ainda este mês” garantiu o presidente da Junta. É o caso da limpeza de valas e de pequenas obras de melhoramento de algumas vias de comunicação. E para que os pedidos não caiam em ‘saco roto’, Eusébio Candeias exigiu que a Câmara inscrevesse as melhorias de fundo no Plano de Actividades e Orçamento da autarquia para 1999.

seta-8197204