[ Edição Nº 66 ] – Federação Distrital de Setúbal do Partido Socialista.

0
Rate this post

barra-5085934 Edição Nº 66,   05-Abr.99

linha-9656770

PS de Setúbal aplaude o Governo

E quer Plano Regional de Emprego na península

           Alberto Antunes, presidente da Federação Distrital de Setúbal do Partido Socialista, lançou um apelo ao Governo para que o Plano Regional de Emprego que está a ser implantado no Alentejo, seja alargado aos nove concelhos da península de Setúbal. Este apelo foi proferido num encontro com os jornalistas, realizado no dia 29 de Março, onde o discurso ficou marcado pelos sucessivos elogios ao actual executivo de António Guterres.

          “Portugal conseguiu resultados bastante satisfatórios na negociação da Agenda 2000 e o mérito cabe todo ao primeiro ministro”, considerou Alberto Antunes em relação ao programa europeu que vai definir o quadro dos futuros apoios comunitários. Nesse sentido, Alberto Antunes afirma que “os socialistas de Setúbal estão gratos a António Guterres” e espera agora a correcta aplicação destes fundos, o que “só será possível com diálogo e com a colaboração dos agentes regionais”.

          Foi com esse propósito que a Federação Distrital do PS se reuniu com a AERSET, Associação de Empresários da Região de Setúbal, para um troca de impressões sobre o desenvolvimento regional, onde se concluiu existir “grande coincidência de pontos de vista e um largo consenso em relação aos objectivos a atingir”.
          Esta discussão, que se espera que venha a ser alargada a outras entidades e mesmo aos diferentes partidos, insere-se no que Alberto Antunes define como “uma atitude construtiva no debate por forma a encontrar uma estratégia distrital para defender o futuro”.
          O PS de Setúbal considera que a região tem enormes potencialidades, entre as quais destaca a “porta aberta para o Atlântico”, constituída pelo facto de neste distrito de encontrarem 2,5 dos portos mais importantes do país, o porto de Setúbal e Sesimbra, o porto de Sines e ainda metade do de Lisboa.
          O presidente da Distrital reconhece ser esta também uma zona com muitos problemas, mas destaca o papel do actual governo na sua resolução e apresenta como exemplo a redução em 29% do desemprego no distrito, comprovados através de dados da União de Sindicatos. Neste dados, o índice de desemprego no distrito cifra-se nos 40 mil desempregados em Março deste ano, contra 56.200 em Setembro de 1996.
          Quanto ao Plano Regional de Emprego para o Alentejo, garante que “não há ainda certezas sobre o seu alargamento à península de Setúbal, porque isso exige meios financeiros que é preciso encontrar”. Alberto Antunes garante que gostava que isso fosse ainda resolvido neste mandato, mas que, se não o for, será certamente no próximo.
          Ainda de acordo com a perspectiva de desenvolvimento que a Distrital de Setúbal do PS defende para a região foi apresentada como uma vitória a inclusão do nome de Joel Hasse Ferreira em 14º lugar na lista para o Parlamento Europeu, um lugar que se apresenta “certamente elegível”. Embora o objectivo do PS de Setúbal fosse o 12º lugar, Alberto Antunes considera que esta posição pode ser um factor mobilizador para o eleitorado, por forma a garantir um representante regional nas instituições europeias.
          É nesse sentido que Alberto Antunes defende ser o PS um “referencial de confiança e seriedade no distrito”, não deixando de criticar a oposição. A esquerda porque “só critica e não tem capacidade para ajudar” e à direita não deixa de perguntar com ironia se a líder distrital do PSD vai continuar a reunir com o PP. [email protected]      

seta-1205753