[ Edição Nº 90] – Sociedade civil também está empenhada na reconstrução de Timor Loro Sae.

0
Rate this post

Timor Loro Sae mobiliza distrito
Cidadãos contribuem para a reconstrução

          Os cidadãos do distrito de Setúbal continuam a desdobrar-se em manifestações de solidariedade por Timor Loro Sae, enchendo praças e avenidas, indignados com o genocídio perpetrado pela Indonésia. E a capacidade imaginativa para encontrar formas de ajudar o povo timorense parece não ter limites à vista. Desta vez estão a ser desenvolvidas acções no sentido de ajudar na alimentação dos refugiados e na construção do novo país.

A partir desta semana, todos os elementos da Cooperativa de Armadores de Pesca de Setúbal e de Sesimbra, Sesibal, irão desenvolver uma campanha de oferta de pescado a várias fábricas conserveiras do país, com o objectivo de preparar vários lotes de conservas que serão enviadas para os refugiados em Timor Loro Sae.

É o contributo dos pescadores e dos armadores de Setúbal e de Sesimbra que, “não tendo muito para oferecer” decidiram combater a fome da população de Díli com a oferta do produto do seu trabalho.

A decisão foi avançada ao

“Setúbal na Rede” pelo presidente da Sesibal, Ricardo Santos, que diz estar já em contacto com várias fábricas conserveiras no sentido de estabelecer um protocolo que fará com que o pescado oferecido seja embalado e enviado para Timor “o mais depressa possível“, acrescenta este responsável.

Garantindo que os pescadores são “uma classe solidária por natureza“, Ricardo Santos promete ainda que os homens do mar de Setúbal e de Sesimbra vão continuar vigilantes por Timor Loro Sae e “desencadear todas as iniciativas possíveis” para não deixar ‘adormecer’ a diplomacia portuguesa face aos acontecimentos naquele território.

Depois das manifestações e das vigílias promovidas ao longo de duas semanas em todo o concelho de Setúbal, a Cáritas Diocesana decidiu promover um espectáculo de solidariedade para com o povo timorense, com a participação de diversos artistas do distrito.

O espectáculo de angariação de fundos ocorreu no dia 18 de Setembro, no Fórum Municipal Luísa Todi e, segundo garante o presidente da Cáritas Diocesana de Setúbal, Eugénio Fonseca, as receitas apuradas com a venda dos bilhetes “reverterão a favor do Fundo Nacional para Timor Loro Sae“.

[email protected]