[ Edição Nº 105]

0

Edição Nº 10503/01/2000

   Ano 2.000, o fim do século e do milénio

Viriato Soromenho Marques, professor de Filosofia na Universidade de Lisboa, em entrevista ao “Setúbal na Rede”, perspectiva o futuro com um olhar atento ao século e ao milénio que terminam no final deste ano:
“Este foi o século em que a utopia política se tornou numa utopia criminosa e sangrenta, numa contra-utopia.”

risca-5525714

Moradores de Sarilhos voltam a protestar contra a Câmara do Montijo por causa das obras na ponte.
Empresa responsável explica incinerador de armamento à população de Alcochete.

risca-5525714

MEMÓRIAS DA REVOLUÇÃO 25 anos depoisA 6 de Janeiro de 1975 realizou-se a tomada de posse da Comissão Instaladora de Gestão do Hospital de Setúbal.

Machado Luciano, cirurgião do hospital de Setúbal e mentor das diversas comissões instaladoras, recorda esses acontecimentos, 25 anos depois, em entrevista ao “Setúbal na Rede”:
A ânsia de participar era muita mas as pessoas não se apercebiam o quão difícil é mandar.

risca-5525714

MEMÓRIAS DA REVOLUÇÃO 25 anos depoisA 27 de Dezembro de 1974 o Governo nomeia uma Comissão Administrativa para a empresa de fermentos PROPAM.

jmeha1-7798206

José Mehá, trabalhador da fábrica e um dos impulsionadores da luta, recorda esses acontecimentos, 25 anos depois, em entrevista ao “Setúbal na Rede”:
Esse dia de mudança foi de alguma alegria para os trabalhadores mas também de algumas reservas quanto ao futuro.

risca-5525714

Paulo Ribeiro, presidente da Comissão Política Concelhia de Setúbal do PSD, assina uma crónica de opinião sobre o orçamento da Câmara de Setúbal:
“É um documento sem garra nem ambição, tirado a papel químico de outros apresentados em anos anteriores.” 

Balanço de 1999 no distrito marcado pelas questões ambientais.
Misericórdia do Barreiro reelegeu provedor apesar dos protestos.

risca-5525714
Quercus alerta para as
ameaças ao ambiente.
Três elementos da direcção
do PP de Setúbal apresentaram demissão.
EM VERDADE VOS DIGO… Crónica de opinião assinada por

Mendes Ferreira:

O BUG é uma espécie de bichinho da fruta, que dá no Milénio.” 
risca-5525714

A partir desta semana tem início a publicação de “O Diário de Lina”, um folhetim feito a oito mãos e que é uma paródia ao espírito patético de certas novelas e um espaço de ironia e humor. Uma produção de Arte Dabliu, Produtos Culturais, Lda. para o   “Setúbal na Rede”.

“O Diário de Lina” – parte I:
“Ontem, ao cair da noite, estávamos nós na marmelada no vão de escada do meu prédio, e nisto passou o meu vizinho, o Américo, que mora no quarto andar direito.”

risca-5525714