[ Edição Nº 105] – Três elementos da direcção do PP de Setúbal apresentaram demissão.

0

PP termina século XX ’em baixa’
Distrital de Setúbal quase sem direcção

          A Comissão Política Distrital do PP de Setúbal ficou ‘órfã’ dos três nomes que dirigiram os destinos dos populares da região. Por não terem visto resultados do trabalho interno, a presidente da Distrital, Isabel Fernandes, o presidente da Assembleia, Miguel Roquete, e o presidente do Conselho de Jurisdição, Carlos Dantas, apresentaram um pedido colectivo de demissão.

A decisão, formalizada junto do presidente dos populares, Paulo Portas, foi avançada ao

por fonte da Distrital que adianta ter sido esta uma decisão pensada ao longo dos últimos meses na sequência da falta de resultados no trabalho interno que pretendia uma “ligação efectiva entre o deputado e a região”.

De acordo com a mesma fonte, em causa está a falta de aceitação de propostas como a da criação de um cargo de assessor de Setúbal para o deputado Rosado Fernandes, “o que permitiria uma maior ligação aos problemas do distrito”, e a recusa de colocação de um representante dos populares da região nos órgãos nacionais do PP.

Uma situação que os demissionários não compreendem porque, segundo adianta a mesma fonte, o que se pretendia era “aproximar o eleito dos eleitores e, ao mesmo tempo, dar a voz que o PP de Setúbal merece a nível nacional”.

Desiludidos com as dificuldades encontradas a nível interno, Isabel Fernandes, Miguel Roquete e Carlos Dantas não voltam atrás na atitude demissionária, limitando-se às normais funções de gestão até ao congresso nacional do PP, a realizar no final do mês de Fevereiro.

Embora não desminta a notícia da demissão colectiva, Isabel Fernandes diz preferir não comentar a situação, no entanto sempre vai admitindo que nem tudo vai bem no seio do PP de Setúbal, apesar de algumas “vitórias externas” obtidas “pelo esforço de todos os populares”.

E lembra que 1999 “foi muito produtivo ao nível da projecção do partido em Setúbal”, nomeadamente no que diz respeito aos resultados das eleições legislativas, onde foi eleito um deputado pelo distrito, à dinamização da vida do PP na região e até mesmo no que diz respeito à reanimação e criação de novas comissões políticas concelhias.