Na UE, maior mortalidade nas regiões menos desenvolvidas

0

Durante a pandemia na UE, o excesso de mortalidade, o número de óbitos a mais do que em anos anteriores, foi de 872 mil óbitos (entre março de 2020 e julho de 2021). No entanto, o excesso de mortalidade foi maior nas regiões menos desenvolvidas do que nas em transição ou mais desenvolvidas.

Embora a primeira onda de Covid tenha afetado principalmente as regiões noroeste e sul, as ondas seguintes levaram a uma maior mortalidade nas regiões leste. Isto é destacado pelo oitavo Relatório sobre a Coesão da Comissão da UE.

  • Os dados cumulativos, em particular, destacam uma taxa de mortalidade excessiva, 17% maior, para as regiões menos desenvolvidas, observa o relatório em particular. Na primeira onda, a taxa de sobremortalidade foi maior nas regiões urbanas e chegou a 80% em abril de 2020, enquanto era inferior a 40% nas regiões intermediárias e 20% nas rurais.
  • Durante a segunda onda, no entanto, as regiões rurais tiveram a maior taxa de excesso, que chegou a 55%, enquanto foi menor nas cidades e subúrbios (48%) e nas cidades maiores (43%).

Aifa, de 758 eventos fatais, apenas 22 vacinas relacionadas ao Covid

Eventos adversos graves com desfecho fatal após a vacinação anti-Covid são “raros: há 456 eventos após a primeira dose, 267 após a segunda e 35 após a terceira, com média de idade de 79 anos, mas atualmente apenas 22 eventos foram relacionados a vacinação (0,2 casos por milhão de doses).

São 2 eventos sistêmicos, 10 tromboses e 10 falhas de vacinação em pacientes frágeis para os quais os pacientes se infectaram e morreram de covid”. Isso foi afirmado por Pasquale Marchione, do AIFA Signal Management Office, na apresentação do ‘Relatório anual sobre a segurança das vacinas anti-COVID 27/12/2020 – 26/12/2021’.

Agenas, emprego intensivo cai para 14% na Itália

A porcentagem de unidades de terapia intensiva ocupadas por pacientes com Covid-19 na Itália caiu para 14% (-1%). Em 24 horas, também cai em 9 regiões: Abruzzo (17%), Lazio (20%), Liguria (14%), PA Bolzano (10%), Puglia (13%), Sardenha (14%), Sicília ( 14%), Toscana (17%), Vêneto (13%). Por outro lado, cresce em Basilicata (+ 3%, atinge 8%), Calábria (13%).

Molise (+ 5% atinge 13%), PA Trento (21%), Umbria (+ 3% atinge 13% ) %). Estes são os dados do monitoramento diário do Agenas, atualizados em 8 de fevereiro. Valor estável na Campânia (10%), Emilia Romagna (16%), Friuli Venezia Giulia (23%), Lombardia (11%), Marche (20%), Piemonte (15%), Val d’Aosta (9%) .

Codacons e Farmacie Mazzini doam FFP2 para a ‘casa para os pobres’ do papa

Um suprimento de máscaras Ffp2 foi entregue hoje à “Casa dos Pobres” do Papa Francisco. Promotor do gesto solidário Codacons que, em conjunto com o grupo Farmácia Mazzini, decidiu doar dispositivos de proteção anti-Covid à estrutura que presta assistência aos mais carenciados.

“Nos últimos dias fomos contatados pelos responsáveis ​​da Casa dos Pobres no Palazzo Miglior, estrutura disponibilizada pelo Papa Francisco para ajudar os mais fracos e necessitados, que nos informaram da necessidade de encontrar máscaras para serem distribuídas aos convidados da instituição – conta o presidente.

codacons-e-farmacie-mazzini-doam-ffp2-para-a-casa-para-os-pobres-do-papaCarlo Rienzi – Imediatamente agimos e, graças à disponibilidade do grupo Pharmacie Mazzini, disponibilizamos um estoque de Ffp2 que esta manhã foi prontamente entregue na Casa dos Pobres”.

Um pequeno gesto de solidariedade que vai agora ajudar os mais necessitados a defenderem-se da Covid e protegerem a sua saúde – conclui os Codacons.

Vacinas: Aifa, atingiu o efeito de platô para reações relatadas

“Enquanto no início da campanha de vacinação tivemos picos de notificações, devido à novidade e também porque os primeiros vacinados foram os profissionais de saúde, gradativamente as notificações diminuíram e foi alcançado um efeito de platô porque agora principalmente os eventos são notificados graves.

O maior número de denúncias está concentrado na faixa dos 60 anos e principalmente nas mulheres”. Assim foi afirmado por Anna Rosa Marra, Diretora da Área de Supervisão Pós-comercialização da Agência Italiana de Medicamentos (Aifa), na apresentação do ‘Relatório anual sobre a segurança das vacinas anti-COVID – 19 27/12/2020 – 26/12/2021’ .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui