Covid19 o mundo reabre adeus às restrições do Reino Unido aos Estados Unidos

0

Não apenas a Suíça, mas também os países vizinhos anunciaram na quarta-feira a flexibilização das medidas destinadas a conter a pandemia. Em comparação com Berna, a Áustria, a França e sobretudo a Alemanha decidiram proceder com maior cautela.

  • Após uma reunião com os representantes dos Länder, o chanceler alemão Olaf Scholz anunciou que o pico da onda Omicron passou (as 220.000 infecções em 24 horas são 6% menos do que há uma semana) e que as restrições serão quase completamente abolida em três etapas até 20 de março.
  • Começará com aqueles para reuniões privadas e negócios não essenciais, depois 4 de março será o momento em particular para o retorno dos não vacinados a bares e restaurantes.

A placa frontal e o espaçamento permanecerão em vigor.

No entanto, Scholz parece não querer abrir mão da obrigação de vacinar, projeto atualmente em andamento e que deve permitir que a Alemanha não chegue despreparada para uma possível nova onda no outono.

Chanceler austríaco Karl Nehammer

A obrigatoriedade já está em vigor para adultos na Áustria, mas somente a partir de meados de março, a menos que voltemos atrás, começará a multar os infratores. Enquanto isso, o chanceler Karl Nehammer anunciou que quase todas as medidas caducam a partir de 5 de março.

Apenas a obrigação de usar a máscara em determinadas circunstâncias permanecerá em vigor após essa data. Além disso, já em 19 de fevereiro, o 2G será abandonado em restaurantes, bares, eventos e instalações esportivas para retornar à regra 3G.

  • França vai tirar a máscara por dentro
  • A França removerá a máscara de dentro “se a circulação do vírus for baixa” (chave)

Por fim, na França, o governo disse que planeja para meados de março reduzir a obrigação de levar o cartão de vacinação e abandonar a máscara no interior para adultos e crianças, “se a circulação do vírus for muito fraca”. A obrigação de tapar a boca e o nariz poderá continuar a ser aplicada um pouco mais em locais de alto risco como discotecas, que entretanto, entretanto, já podem reabrir as suas portas hoje, quarta-feira.

Em Itália, adeus às máscaras exteriores a partir de amanhã, mas há países que estão muito mais à frente na reabertura pós Covid-19. Boris Johnson anunciou o fim de todas as restrições na Grã-Bretanha. Na República Tcheca, o passe verde não será mais necessário em locais públicos e cabeleireiros

Por Chiara Pizzimenti

A curva de infecção do Covid-19 está caindo em todos os lugares e as restrições estão diminuindo em todos os lugares. A Itália é talvez o país que está fazendo isso mais lentamente.

A partir de amanhã, sexta-feira, 11 de fevereiro, toda a Itália poderá remover as máscaras ao ar livre, a menos que haja multidões. A obrigação mantém-se dentro de casa até 31 de março quando expira o estado de emergência e todas as medidas devem ser revistas, incluindo o Green Pass.

  • por-chiara-pizzimentiNo entanto, o declínio em novos casos é evidente. Segundo dados da Fundação Gimbe, de 2 a 8 de fevereiro a queda foi de -27,9%.
  • Eles eram 649.345 em comparação com 900.027 na semana anterior. 85,4% da população já recebeu pelo menos uma dose da vacina e a taxa de cobertura para terceiras doses é de 83,5%.

“Acredito que já em março podemos prever um afrouxamento gradual do Green Pass, talvez obviamente começando em locais ao ar livre”, disse a subsecretária de Saúde Andrea Costa à Agorà no Rai Tre. Outros países já estão na frente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui