[ Dia 28-01-2003 ] – Ex-trabalhadores da Valfrio pressionam tribunal.

0
Rate this post

No dia 5 de Fevereiro, os antigos trabalhadores da extinta Valfrio, em Setúbal, vão exigir, junto do Tribunal do Comércio, em Lisboa, o pagamento das indemnizações que têm a haver, na sequência do processo de falência da empresa. A decisão, avançada pela direcção do Sindicato dos Metalúrgicos, será efectivada caso até essa data não recebam as verbas a que têm direito.

Desesperados pelo atraso verificado no processo de indemnização, em curso ao longo dos últimos anos, os trabalhadores e o sindicato queixam-se de que “o pagamento deveria ter sido efectivado até ao Natal”, como foi prometido, garantiu ao “Setúbal na Rede” o dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos, Américo Flor. 

Por isso, vão, “um de cada vez”, à secretaria do tribunal, “perguntar a quantas anda o processo”, adianta, ao referir que, com esta acção, trabalhadores e sindicato têm por objectivo “pressionar” aquela instância judicial a desbloquear o pagamento das indemnizações.

A fábrica da Valfrio, tida como um dos maiores fabricantes de unidades de frio do sul do país, encerrou em Novembro 1997 e o processo de falência arrastou-se por cerca de dois anos nos tribunais. Como a possibilidade de aquisição da unidade por uma outra empresa saiu gorada, a Valfrio acabou por deixar no desemprego cerca de 200 trabalhadores com um ano de salários em atraso.

Em 1999, o Tribunal do Comércio determinou que, para além dos 12 meses de salários, os trabalhadores têm direito a receber as respectivas indemnizações, provenientes da alienação do património da empresa. Mais de três anos depois, “a decisão está por concretizar”, conclui o dirigente sindical. seta-5464424