[ Dia 11-12-2003 ] – Alstom de Setúbal ganha contrato de mais de quatro milhões de euros.

0

Alstom de Setúbal ganha contrato de mais de quatro milhões de euros  

A fábrica da Alstom de Setúbal ganhou a adjudicação de um contrato, no valor de quatro milhões e 600 mil euros, para a produção de duas caldeiras de recuperação para a Central Termoeléctrica de Torvicosa, em Itália. Trata-se de um contrato “muito importante”, segundo Abílio Teixeira, director-geral da Alstom Portugal em Setúbal, pois o valor inicialmente estabelecido “pode crescer, em função do surgimento de encomendas adicionais a este projecto”.

A encomenda foi emitida pela Alstom Itália à fábrica de Setúbal, após se ter realizado um concurso internacional para a adjudicação do contrato. A fábrica de Setúbal vai construir todos os principais componentes sob pressão das duas caldeiras, que “são das maiores que a Alstom alguma vez construiu”, disse Abílio Teixeira ao “Setúbal na Rede”. Estes componentes são constituídos por painéis tubulares de grandes dimensões, que vão ser agrupados e embarcados directamente no cais privativo da fábrica, junto à foz do Sado. O trabalho deverá estar concluído em Julho do próximo ano.

As caldeiras destinam-se depois a integrar o projecto da central de ciclo combinado da Central Termoeléctrica de Torvicosa, que pertence à Edison, uma das principais empresas de produção de energia de Itália. Segundo explicou o director-geral da Alstom em Setúbal, estas são as “centrais de nova geração”, que integram um ciclo térmico de gás e outro a vapor. Em Portugal existe apenas uma central de ciclo combinado já em funcionamento na Tapada do Outeiro, e está uma nova em construção no Carregado. As caldeiras para equipar as duas centrais foram construídas na fábrica da Alstom de Setúbal.

O contrato agora ganho pela Alstom de Setúbal faz parte de um contrato global adjudicado, em 2002. à Alstom Itália pela empresa Edison, e contempla o fornecimento de cinco caldeiras semelhantes. A Edison começou por encomendar duas caldeiras para a central da localidade Altomonte, que já estão concluídas. Neste momento, está “em início de fabrico”, segundo Abílio Teixeira, uma caldeira que vai ser implantada em Candela. Finalmente, em Julho de 2004 “deverá estar concluído o trabalho para a central de Torvicosa”.

O director-geral da Alstom de Setúbal refere que o ano fiscal que agora termina “foi mais um ano muito bom, de plena actividade” para a empresa, que tem também uma “grande importância social no distrito”, ao empregar cerca de 300 trabalhadores. O Grupo Alstom é “líder mundial em infra-estruturas de energia e transporte”, e opera em mais de 70 países. No ano fiscal de 2002, a Alstom obteve um volume de negócios global superior a 20 milhões de euros. seta-3451439