[ Dia 17-12-2003 ] -José Maria Martins é o novo advogado de acusação do caso Toni.

0

José Maria Martins é o novo advogado de acusação
do caso Toni

José Maria Martins, o advogado de Bibi no processo Casa Pia, assumiu a acusação no processo contra o agente da PSP que baleou António Pereira, mais conhecido como Toni, em Junho de 2002. Esta mudança levou a que a sessão de julgamento de dia 15 fosse adiada, de forma a que o novo advogado pudesse inteirar-se do processo. Segundo Mamadou Ba, da Rede Anti-Racista, José Maria Martins “pretende ouvir de novo algumas testemunhas do processo”.

A mudança de advogado prende-se, de acordo com Mamadou Ba, com “a falta de importância” que a anterior advogada dava ao caso. Este responsável refere também que a advogada “não tinha qualquer relação com a família de António Pereira” e que “não lhes prestava informações sobre os avanços do processo”. Mamadou Ba acredita que “aquela profissional estivesse a ser pressionada”, embora não tivesse adiantado por quem.

Os honorários de José Maria Martins vão ser pagos por diversas Organizações Não Governamentais (ONG’s), entre elas a Rede Anti-Racista. O “Setúbal na Rede” contactou Elisa De Pieri, investigadora da Amnistia Internacional, que remeteu a sua resposta por escrito. A investigadora diz que está a “divulgar o caso no estrangeiro” e que já enviou um relatório à sede da organização.  O objectivo é “acelerar o processo” junto das entidades responsáveis.

O julgamento recomeça hoje, e as associações que apoiam a família de António Pereira vão manifestar-se “se a justiça não for feita”. Para Mamadou Ba é “essencial” que num país como Portugal “não se permita o branqueamento dos crimes policiais”.

Recorde-se que António Pereira morreu durante um tiroteio que envolveu a PSP, no bairro da Bela Vista, em Junho de 2002. O tiroteio teve origem numa discussão entre dois jovens, perto de um carro patrulha da PSP. De acordo com testemunhas, um agente acercou-se dos jovens e agrediu um deles, enquanto outro polícia saiu do carro com uma caçadeira e atingiu um dos jovens. António Pereira aproximou-se para apaziguar os ânimos e foi atingido no peito com um tiro.  seta-8418827