[ Dia 30-12-2004 ] – Governo apoia equipamentos de utilização pública no distrito.

0

Governo apoia equipamentos
de utilização pública do distrito

O Governo disponibilizou mais de 280 mil euros para protocolos relacionados com equipamentos de utilização colectiva, no distrito de Setúbal. A cerimónia ficou marcada pela ausência forçada do secretário de Estado da Administração Local, José Cesário, que na chegada ao Barreiro foi chamado ao gabinete do primeiro-ministro, em Lisboa. Quatro protocolos acabaram por não ser assinados, mas a governadora civil de Setúbal, Maria das Mercês Borges, garante que “o dinheiro está assegurado” e “o que fica em falta é apenas uma questão formal”.  

Numa “maratona” que começou às 10 horas da manhã, ontem, José Cesário foi ao Montijo, a Grândola e a Santiago do Cacém assinar os protocolos no âmbito do Programa de Equipamentos Urbanos de Utilização Colectiva. Instituições como a Casa do Povo de Melides ou o Clube de Ténis de Santo André viram as suas candidaturas aprovadas. Na chegada ao Barreiro, para assinar mais três protocolos, José Cesário foi chamado ao gabinete do primeiro-ministro e não pode cumprir as formalidades.   Por assinar ficou ainda o protocolo com o Grupo Desportivo de Alfarim, em Sesimbra. 

Ainda assim, o presidente do Grupo Desportivo “Os Vermelhos”, Inácio Garcia, mostrou-se “satisfeito” com os cerca de 50 mil euros que a colectividade vai receber, embora espera-se receber “mais 20 mil euros”. A Câmara Municipal do Barreiro contribuirá “com 50% do valor necessário”. “Os Vermelhos” situam-se no Bairro das Palmeiras, onde abundam as carências sociais. Inácio Garcia acredita que o projecto “devolve a esperança dos habitantes”. O dinheiro vai ser aplicado “no recomeço das actividades desportivas” e “na construção de um ATL”

O presidente da autarquia, Emídio Xavier acredita que está dado o primeiro passo para que o bairro “volte a ser um local de cultura e de encontro social”. A governadora civil garante que esta é uma prova de que “os dinheiros públicos são bem gastos”, pois “vão permitir que as crianças possam ser formadas com valores positivos, como as artes e a música”. Além disso, a assinatura pode ser o ponto de partida “para uma viragem na imagem do Bairro das Palmeiras”. O distrito de Setúbal viu aprovadas sete candidaturas o que quer dizer que “está a fazer o seu trabalho de casa e a marcar pontos”, nomeadamente o Barreiro que é agraciado com três apoios.  

A Sociedade Filarmónica Agrícola Lavradiense (SFAL) vai receber 28 mil euros para concluir as obras da ala nascente, que ficaram interrompidas há quatro anos. As instalações do primeiro piso também vão ser melhoradas. “A SFAL estava com medo de que estas fossem as obras de Santa Engrácia”, refere o presidente Sousa Pereira. Mas foi com alívio que estes associados viram aprovada a candidatura que lhes permite criar ainda um centro de recursos na actual biblioteca. Durante a cerimónia, o presidente da Junta de Freguesia do Lavradio, Adolfo Lopo, reiterou a entrega de materiais de construção “para ajudar no projecto”.   

O terceiro protocolo não assinado vai permitir a recuperação do edifício da antiga Escola Mendonça Furtado. A câmara pretende transferir para aquele edifício no Barreiro Velho, alguns departamentos, nomeadamente o de Educação. seta-1034896