[ Dia 03-01-2005 ] -Amadeu Penim pode não se recandidatar à Câmara de Sesimbra.

0

Amadeu Penim pode não se recandidatar
à Câmara de Sesimbra

A corrida às autárquicas já começou em algumas concelhias partidárias do distrito de Setúbal. Em Sesimbra, cujo presidente Amadeu Penim é socialista e um defensor da limitação de mandatos, a maior mudança pode ser no candidato do PS. Contudo, Amadeu Penim garante que a grande prioridade “vai para as próximas eleições legislativas” e que a sua recandidatura às autárquicas “não está posta de lado”.

Amadeu Penim continua a defender a limitação de mandatos. Na sua opinião, cada autarca “deveria cumprir apenas dois mandatos seguidos” para manter “uma postura de rotatividade”. Amadeu Penim termina o segundo mandato precisamente no final de 2005. Ainda assim, é cauteloso e frisa que, por vezes, “as situações podem alterar-se”. Nada está decidido, mas se o PS determinar que o melhor candidato para Sesimbra é o actual presidente, Amadeu Penim promete “repensar a sua posição”.    

O nome do militante do PS, João Capítulo, é apontado como o previsível sucessor de Amadeu Penim, caso este não se recandidate. Em conversa com o “Setúbal na Rede”, João Capítulo adianta que “está disponível para este lugar ou para outro que o PS determine”. Contudo, este “não é o ‘timing’ para se falar em autárquicas”, remata. O militante já ocupou alguns cargos autárquicos e até chegou a existir um movimento de independentes que o apoiava. No entanto, João Capítulo optou sempre “por seguir as regras da hierarquia do partido e esperar pelos momentos determinados para eleições”.           

Quanto ao candidato do CDU ainda nada se sabe. Augusto Pólvora representou o partido nas últimas autárquicas, em 2001, e é provável que o mesmo se repita em 2005. Contudo, o actual vereador da CDU na Câmara de Sesimbra diz que “não há nomes decididos oficialmente”.seta-1300115