[ Setúbal na Rede ] – PEDEPES – Acessibilidades e Transportes

0
Rate this post


Acessibilidades e Transportes

Nível Internacional

  1. Assegurar a articulação dos diferentes projectos de infra-estruturas portuárias, ferroviárias, rodoviárias e aeroportuárias de grande capacidade previstas para a Área Metropolitana de Lisboa

  2. Promover uma maior especialização funcional das várias plataformas portuárias numa perspectiva de complementaridade entre os Portos de Lisboa e Setúbal, promovendo o conceito de um Porto da Área Metropolitana de Lisboa associado a uma localização diferenciada das infra-estruturas portuárias

  3. Resolver os actuais estrangulamentos de acessibilidade rodoviária aos portos da Península de Setúbal (Porto Brandão, Trafaria, Banática e Setúbal)

  4. Assegurar boas ligações rodoviárias da Península de Setúbal ao novo aeroporto da OTA, nomeadamente através da conclusão dos itinerários complementares ainda em falta e da 3ª Travessia do Tejo

  5. Promover a criação de plataformas logísticas integradas no Sistema Logístico Nacional

Nível Regional

  1. Promover a utilização dos transportes colectivos, garantindo um bom standart de qualidade em todos os modos de transporte utilizados, a integração tarifária entre os diferentes modos, bem como uma maior diversificação modal

  2. Promover a melhoria das ligações à Margem Norte e das acessibilidades no Arco Ribeirinho

  3. Melhorar a articulação do arco ribeirinho com Setúbal

  4. Melhorar a acessibilidade às áreas de lazer e pontos de interesse turístico, designadamente à Frente Atlântica (entre a Costa da Caparica e o Cabo Espichel), ao Parque Natural da Arrábida e à Península de Tróia, dando preferência a soluções intermodais ambientalmente mais sustentáveis

Nível Local

  1. Promover a oferta e utilização de um serviço único de transportes colectivos para os subsistemas Setúbal/Palmela e Montijo/Alcochete

  2. Promover a oferta e utilização de um serviço de transportes colectivos urbanos nos principais centros (Barreiro/Baixa da Banheira e Almada/Laranjeiro/Pragal)

  3. Promover a integração funcional e tarifária entre os operadores dos vários centros urbanos e dos serviços suburbanos

  4. Melhorar o ambiente urbano das áreas centrais dos principais aglomerados, promovendo a resolução dos problemas de ordenamento da circulação e estacionamento.